ESPERAMOS QUE VOCÊ DEIXE SUAS OPINIÕES, IDÉIAS E QUE VENHA PARTICIPAR CONOSCO DEIXANDO SUAS PROPOSTAS

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Quem está por traz dos atentados na Síria?

RT Atualidades ( 23 de dezembro de 2011)

As duas potentes explosões terroristas-suicidadas, que se registram nesta sexta-feira no centro da capital de Damasco, deixaram ao menos 40 mortos, a maioria civis, e uma centena de feridos, segundo a televisão nacional da Síria. Os especialistas acreditam que com este ataque a oposição síria, apoiada pelos EUA e Israel, tentam desestabilizar o país.

Por sua vez, Rússia vê a resolução do conflito atreves do dialogo e não como a repetição do “precedente líbio”.

Passos firmes contra Bashar Al Assad




 

Os atentados perpetrados em Damasco depois da chegada dos observadores da Liga Árabe, segundo os investigadores, era algo possível. A analista em Oriente Médio, Nagam Salman, destacou dois prováveis motivos para o que aconteceu.  

Em primeiro lugar, “depois do fracasso e das pressões internacionais para que caia o governo do presidente Bashar Al Assad, uma das opções que teria EUA, Europa ou a oposição síria no estrangeiro, era desestabilizar as cidades mais importantes do país, como Damasco e Alepo”.

O segundo motivo, segundo Salman, é que Assad firmou o protocolo da Liga Árabe, depois do qual “o presidente da oposição no Conselho Nacional Sírio, Burham Galiun, anunciou seu descontentamento e decepção em Túnes”.

Por este mesmo motivo, sublinha a especialista, que em uma página do Facebook, ligada ao Exercito Livre da Síria, se revelou há alguns dias que “suicidas chegariam a Damasco e Alepo para perpetrar ataque contra edifícios do governo sírio como sinal de que os rebeldes têm presença na cidade mais importante”.

Assim, concluiu a analista, que não tem duvida alguma de que detrás destes atentados está à oposição armada e a Al Qaeda, ambas apoiadas pelos EUA e Israel, que tanto buscam debilitar ao governo sírio.

Rússia rechaça que se repita o modelo Líbio na Síria

“Se tem que usar um modelo de resolução para o conflito, sem duvida, deve ser o que aliviou a crise politica no Yêmen, aonde todos os mediadores estrangeiros trabalharam com muita paciência com ambas as partes do conflito, insistindo que cheguem a concluir um compromisso”, afirmou Lavrov.

O ministro russo recordou que a OTAN operou na Líbia com o mesmo pretexto de cessar a representação do povo, mas, em vez de defender a população civil, bombardeou o país mantando a muitos cidadãos, inclusive crianças.

Dezenas de mortos no duplo atentado contra a Inteligência síria

Os atentados perpetrados por suicidas, através de carros-bombas, foram dirigidos contra as instalações das forças de segurança e de inteligência do país.  Depois das explosões, na cidade de Damasco, ouviram-se tiros durante um breve tempo.

Os meios de comunicação assinalam a organização terrorista da Al Qaeda como responsável do duplo atentado. Na quarta-feira passada, Líbano advertiu a Damasco que terroristas desta organização haviam penetrado no país. O suposto autor intelectual dos atentados já foi preso pelas autoridades do país.

Este duplo atentado que sacudiu a capital síria ocorreu um dia depois da chegada de um grupo de observadores da Liga Árabe, que supervisionam o compromisso governamental de por fim a “repressão” dirigida aos manifestantes que exigem a saída do presidente Bashar Al Assad.

Fonte:

Tradução:
Luis Carlos (Redação do Blog o povo na luta faz história)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Página Anterior Próxima Página Home